Aditivo para higienização de mascaras

Em meio a pandemia do novo coronavírus Prof. Dr. Eduardo José Arruda e um grupo de estudantes da Universidade Federal Grande Dourados (UFGD), do Mato Grosso do Sul, iniciaram estudos para produzir um aditivo ao álcool 70% que pudesse ser usado tanto em superfícies sólidas, quanto nas máscaras de proteção facial. A solução encontrada foi produzir um álcool 70% com atividade potencializada por quaternários de amônio de 5ª geração para obter uma higienização mais eficiente.